Marcos 1.14-20 - 3º Domingo após Epifania - 21-01-2018

Caderno de Cultos 2018

21/01/2018

3º Domingo após Epifania
Pregação: Mc 1.14-20 Leituras: Jn 21.1-5,10; 1ªCo 2.29-31
Walter Hoppe – Paróquia do Leste Mato-grossense - MT
21-01-2018

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Percorria Jesus toda Galileia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo. Mateus 4.23 – Lema da semana.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
HPD 1, 243 – Ó Senhor dos altos céus

Ou: HPD 1, 219 – Ó minha alma espera

SAUDAÇÃO
(Invocação Trinitária com leitura do salmo do dia, Sl 62.5-12)

GLORIA PATRI ou hino do HPD 2, 349


CONFISSÃO DE PECADOS com Kyrie:
Irmãos e irmãs, reconheçamos diante do altíssimo Deus que somos pecadores, necessitados de conversão e perdão. Confessemos nossas faltas contra ele, nosso próximo e nós mesmos. Aproximemo-nos dele de coração arrependido, clamando:
Tem, Senhor, piedade....
Cristo, tem piedade....
Tem, Senhor, piedade....

SAUDAÇÃO APOSTÓLICA

ANÚNCIO DO PERDÃO e GLORIA
O Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém. Cantemos o Glória ....

ORAÇÃO DO DIA
Ó Deus, rico em misericórdia, dirige a nossa vida segundo o teu amor, para que possamos, em nome do teu Filho, frutificar em boas obras e agir a serviço da vida, do teu Reino. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Jonas 3.1-5,10
(Se caso não for cantado na entrada, cantar como salmo de meditação do hino HPD 1, 219)

2ª Leitura Bíblica: 1 Coríntios 7.29-31

3ª Leitura Bíblica: Marcos 1.14-20

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
HPD 2, 380 – A tua palavra é semente

PREGAÇÃO
Irmãos e Irmãs. Jesus não ensinou propriamente uma doutrina que os seus discípulos, ou nós como tal pudéssemos ensinar adiante. Ele anuncia, antes um acontecimento, um acontecimento que pede acolhida, porque pode mudar tudo. Ele em pessoa já o experimenta: Deus está se introduzindo na vida com sua força salvadora. É preciso que lhe demos lugar. Esta é a paixão que moveu, animou Jesus. A boa notícia, que o reino de Deus está próximo e por isso arrepender-se e crer no evangelho, na boa notícia da presença de Deus. Em Jesus aproximou-se um tempo novo. Deus não quer nos deixar sozinhos à frente de nossos problemas e desafios. Quer construir conosco uma vida mais humana. Por isso o chamado ao arrependimento, mudem sua maneira de pensar e de agir. Vivam crendo no evangelho, pensem e viva à partir de Deus.
Os especialistas dizem que isto que Jesus chama de reino de Deus é o centro de sua mensagem e é a paixão que anima a sua vida. Jesus nunca explica diretamente em que o reino de Deus consiste, o que ele faz através de sus palavra, como nas parábolas, mostrar como Deus age e como seria a vida neste mundo se agíssemos como ele, Deus, o faz. Para Jesus o reino de Deus é a vida tal como Deus a quer construir. Como seria a nossa vida se não imitássemos os que tem poder, riqueza e bens, mas imitássemos Deus. O Deus que é misericórdia e que pede justiça e compaixão. Para Jesus o reino de Deus não é um sonho, mas o projeto que Deus quer levar adiante neste mundo. O único objetivo, que nós seus seguidores devemos ter. Como seria a comunidade e até a nossa sociedade se olhássemos mais para a vida como Deus a quer e não como nós sempre de novo o fazemos, impondo nossas ideias e nossa forma de vida, com poder e força. Como seríamos nós se vivêssemos arrependendo nos ao reino de Deus. Lembro a palavra de Lutero, que o batismo é algo que quer ser vivido diariamente, que somos chamados a vive-lo todos os dias.
“Chegou a hora, e o Reino de Deus está perto. Arrependam-se dos seus pecados e creiam no evangelho.”
Ninguém de nós hoje se sente atraído por um chamado assim. Pensamos logo em algo custoso e pouco agradável: uma ruptura que nos levaria a uma vida pouco atraente, cheia de sacrifícios e renúncia. Será que é assim, pode ser, mas não só. O verbo grego que se traduz por arrepender-se significa na realidade “pôr-se a pensar”, “revisar o enfoque de nossa vida”, “reajustar a perspectiva”. As palavras de Jesus poderiam ser ouvidas assim: Olhem se vocês não precisam revisar e reajustar algo na maneira de pensar e agir de vocês, para que se cumpra em vocês o projeto, a vontade que Deus tem para a vida humana. Assim se pensamos em revisar, pensamos naquilo que nos bloqueia a vida, arrepender-se é libertar a vida, eliminando medos, egoísmo, tensões e escravidões que nos impedem de crescer de maneira sadia e harmoniosa. O arrependimento que não traz paz e alegria, não é autentico. Não nos está aproximando do reino de Deus.
Depois precisamos revisar se estamos cuidando bem das raízes. As grandes decisões não servem para nada se não são alimentadas pelas fontes. O arrependimento não é empenhar-se em viver uma vida separado, santa, mas aprender a viver acolhendo o reino de Deus e sua justiça. Arrepender-se não é viver sem pecado, mas aprender a viver do perdão, sem orgulho nem tristeza, sem alimentar a insatisfação pelo que deveríamos ser e não somos. Arrepender-se dos pecados e crer no evangelho nos convidam a descobrir o arrependimento como passagem para uma vida mais plena e gratificante. A primeira coisa a fazer é parar. Não ter medo de ficar a sós conosco mesmos para fazer-nos as perguntas importantes da vida: Quem sou eu? Que estou fazendo com minha vida? É isto a única coisa que quero viver? Descobrir como estamos prejudicando nossa vida não tem por que afundar-nos no pessimismo ou no desespero. Está consciência do que chamamos de pecado é saudável. Ela nos dignifica e nos ajuda a recuperar a autoestima. O arrependimento exigirá que introduzamos mudanças concretas em nossa maneira de viver e agir. Mas ele não consiste nestas mudanças. Ele próprio é a mudança. Arrepender-se é mudar o coração, é adotar uma nova postura de vida, tomar uma direção mais sadia, considerar e colaborar no projeto de Deus, abrindo-nos confiantemente a Deus. O Deus que nos é apresentado no evangelho é um Deus que se interessa por nós mais do que nós mesmos, não para resolver os meus problemas, mas o problema, essa minha vida medíocre e frustrada que parece não ter solução. Ele é um Deus que me entende, me espera, me perdoa e quer ver-me viver de maneira mais plena, prazerosa e gratificante. Por isso nós nos colamos diante de Deus de coração arrependido, tem misericórdia de mim Senhor, para ouvir dele sempre de novo de sua misericórdia e seu perdão. Renovando-nos por dentro, devolvendo-nos a alegria de sua salvação, a alegria de viver e assim, testemunhando o seu amor a sua misericórdia e salvação.
Amém.

HINO
HPD 1, 195 – Meu irmão tu precisas falar de Jesus

CONFISSÃO DE FÉ
Porque pelo batismo Deus nos fez seu povo, nós rememoramos que somos batizados e como filhos e filhas de Deus confessamos alegremente a nossa fé, esperança e amor.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
HPD 1, 95 – Jesus Cristo é Rei e Senhor.


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Deus eterno e Santo, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, nele nos trouxeste teu reino, nada mais nos separa do teu amor. Com seu nascimento e sua entrega por nós na cruz venceste o pecado a morte e o mal. Nós te buscamos agradecidos por teu amor, por tua bondade e misericórdia que nos tens revelado ao nos aceitares como teus filhos e filhas. Nós te agradecemos em podermos ser de tua comunidade, de tua família. Nós te agradecemos por cada um e cada uma que encontramos em nossos caminhos. Nós nos preocupamos com todos aqueles que vivem uma vida como se tu não existisses, como se tudo dependesse deles e de mais ninguém, se tu com eles e desperta neles a fé, mostra-nos como podemos ajudá-los. Nós te agradecemos que tua palavra ainda hoje nos fala, chama e chama a conversão. Capacita-nos através do teu Santo Espirito, permite que o nosso testemunho mova corações para ti e para o que é teu. Perdoa-nos a nossa falta de fé, esperança e amor. Chama-nos a eles sempre de novo. Se com tua Igreja em todos os lugares, lembra-te do teu povo que se reúne na IECLB, dá de tua unidade e paz. Pedimos pelas autoridades, por todos aqueles que nos governam, inspira-lhes humildade e bom senso. Dá-nos paz, Senhor. Lembramos os povos que vivem em e sob guerra, permite reconciliação e paz. Sê com doentes e enlutados. Lembra-te das crianças e dos jovens, se com os idosos, dá-lhes de teu amor. Vem Senhor, dá-nos fome de tua palavra e alegria em nos encontrarmos contigo e com os irmãos e irmãs. Amém.

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Bênção

ENVIO
Envio

CANTO FINAL
HPD 2, 454 – O Senhor é a minha força
 


Autor(a): P. Walter Hoppe
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Epifania
Perfil do Domingo: 3º Domingo após Epifania
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2018
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 45560
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor guardará você. Ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. Ele o guardará quando você for e quando voltar, agora e sempre.
Salmo 121.5 e 8
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br